segunda-feira ,4 março 2024
[adsanity_group align='alignnone' num_ads=1 num_columns=1 group_ids=309]
Página Inicial / Chapada Diamantina / Chapada Diamantina: Vila de Igatu celebra 18 anos do Boi Estrela.

Chapada Diamantina: Vila de Igatu celebra 18 anos do Boi Estrela.

Chegou o momento de celebrar uma jornada marcante! O movimento cultural Boi Estrela de Igatu se prepara para comemorar 18 anos de resistência e engajamento comunitário com uma programação ampla para 2024, e que terá como ápice o dia 21 de janeiro (domingo)  com o tradicional cortejo do Boi. Sob o tema “Boi Estrela de Igatu – 18 anos é Pedra de Responsa”, esta celebração representa muito mais do que um aniversário. É um manifesto de empoderamento cultural, uma expressão de identidade da comunidade local e uma promessa de continuidade.

Este projeto foi fomentado pelo Programa Funarte de Apoio a Ações Continuadas 2023 e, além da programação de janeiro, prevê uma readequação da sede do Boi e a realização de eventos e oficinas culturais ao longo do ano e que serão divulgados em breve.

Com 18 anos, a saída do Boi Estrela de Igatu é uma explosão de cores, criatividade e arte comunitária que já é esperada ansiosamente pela comunidade de Igatu e também por visitantes que buscam a charmosa e histórica Vila para apreciar e se divertir com essa manifestação cultural.

“É muito significativo ser selecionado com um projeto que prevê continuidade, poder com isso retomar o trabalho social além do artístico. Por isso escolhemos o nome 18 anos é Pedra de Responsa”, comentou o diretor artístico do Movimento Boi Estrela, Denny Neves. Segundo ele, essa é uma alegoria pois em relação a arquitetura remete à pedra fundamental onde se erguem edificações que são importantes para um lugar: “Por outro lado também é a pedra filosofal dos magos, mestres, religiões afro referenciadas e povos indígenas. Então a gente tem uma história de extração de diamantes na região e gente vem mostrando que as verdadeiras pedras preciosas são as pessoas e a cultura desse lugar”.

“Com esse projeto, queremos fortalecer esse movimento dos bois na região porque ele é multicultural, multirreferencial. Além disso, vamos reverenciar nossos ancestrais e reviver a memória dos Payayás e Tapuias, que são povos originários da Chapada Diamantina. Por isso teremos durante todos os ciclos de oficinas a presença de lideranças e artistas indígenas, Pajés e Majés que vão trazer seus saberes para fortalecer esse movimento cultural. Vumbora brincar de Boi!”, comemorou Denny.

Programação – Todas as programações previstas são gratuitas. No caso das oficinas, a participação está sujeita a limite de vagas e por isso é necessária inscrição prévia (acesse o Instagram @boiestreladeigatu ).

Já no dia 13 e 14 de janeiro de 2024, começam as atividades, com Oficinas de produção de Fantasias e confecção de adereços. No dia 19 de janeiro, é a vez do “Bate Palmas” em celebração ao aniversário do Boi. No dia seguinte, haverá a Procissão de São Sebastião e benção dos estandartes. No dia 21 de janeiro, o tão esperado Cortejo do Boi.

Este ano o cortejo vai reverenciar as matriarcas de Igatu, pelos becos e vielas, chegando no Teatro de Arena das Estrelas, dando início ao Sarau Muagem do Boi Estrela de Igatu. A abertura fica por conta do Grupo de Teatro Maria Godó e fã Banda Preta do Boi Estrela, com fragmentos do seu repertório teatral. Na programação também show musical a Menina dos Olhos do Boi, com Calu Manhães e show musical de Junior DuJarro e Forró Queimando em Brasa.

Outro destaque será a presença do Cacique Juvenal Payayá, plantador de sementes e mudas nativas da Caatinga e Cerrado; escritor premiado, poeta, romancista e desenhista. Esse grande artista e expoente do movimento Payayá na Chapada Diamantina já confirmou presença.

O projeto “Boi Estrela de Igatu – 18 anos é Pedra de Responsa” foi um dos 4 selecionados na Bahia e o único na região da Chapada Diamantina selecionado para esse edital tão importante para a continuidade dos movimentos culturais. Para a produtora cultural Janaína Nogueira, uma das responsáveis pelo projeto do Boi “essa é uma grande oportunidade, que abraçamos com alegria e responsabilidade. Ao longo de todo o ano de 2024 traremos diversas oficinas de formação, incluindo temas como música, dança, tecnologia e cenotecnia, além de dois espetáculos, em Janeiro e em Novembro. Consideramos que a descentralização dos recursos da cultura é crucial para o fortalecimento de pequenas comunidades, a exemplo da Vila de Igatu, e esperamos que essa iniciativa seja um incentivo para outros movimentos culturais da região”.

De acordo com a Funarte, o resultado deste Edital evidencia “trajetórias consistentes, reforçando a importância do fomento à pesquisa coletiva, plural e longeva, para os segmentos artísticos”.

O que: Aniversário Boi Estrela de Igatu – 18 anos é Pedra de Responsa

Quando: 13 a 21 de janeiro de 2024 

Onde: Vila de Igatu , Andaraí, Chapada Diamantina – Bahia

Mais informações e inscrição nas oficinas : Instagram @boiestreladeigatu

Programação Completa do Boi Estrela de Igatu para janeiro

Todas as programações previstas são gratuitas. No caso das oficinas, a participação está sujeita a limite de vagas e por isso é necessária inscrição prévia (acesse o Instagram @boiestreladeigatu ).

13/01 – Casa do Boi Estrela de Igatu

14h – Oficina de produção de fantasias e Oficina de confecção de adereços

19h – Reunião para apresentação do projeto ações continuadas edital FUNARTE 2024

14/01 – Casa do Boi Estrela de Igatu

14h – Oficina de produção de fantasias e Oficina de confecção de adereços

19/01 – Praça ou Mercado

20h – Bate Palmas para o Boi no seu aniversário de 18 anos

20/01 – Igreja São Sebastião

16h – Procissão de São Sebastião e benção dos estandartes

21/01 – Vila de Igatu

12h – Feijoada com Senhoras dos Arcos na Horta Combonitária

15h – Concentração para o cortejo do Boi Estrela de Igatu – Casa do Boi

16h – Saída do cortejo pelas ruas e becos de Igatu

19h – Sarau BOI ESTRELA DE IGATU, 18 ANOS É PEDRA DE RESPONSA – Casa do Boi

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Seabra: Projeto mobiliza alunos para enfrentamento da violência digital no Colégio Estadual de Campo Filinto Justiniano Bastos

Assuntos como fake news, autoimagem e cyberbulling são debatidos pelos estudantes Assuntos como fake news; …

[wp_bannerize group="Banner Rodapé" random="1" limit="1"]