terça-feira ,16 agosto 2022
Página Inicial / Noticias / CHAPADA: Diversos empresários de Seabra são vítimas do “Golpe da Facção” no WhatsApp; um deles chegou a pagar o golpista

CHAPADA: Diversos empresários de Seabra são vítimas do “Golpe da Facção” no WhatsApp; um deles chegou a pagar o golpista

Usuários do WhatsApp devem ficar muito atentos ao novo golpe que bandidos vêm aplicando, já há algum tempo, no Brasil inteiro. Este mês, alguns empresários da cidade de Seabra, na Chapada Diamantina, foram vítimas desses estelionatários. Os bandidos entram em contato com a vítima, se identificando como integrante de uma facção criminosa e, por meio de fortes ameaças e intimidações, eles tentam extorquir dinheiro da pessoa.

Segundo os empresários de Seabra, eles receberam áudios, ligações e mensagens de suspeitos que se dizem chefe de uma facção no ramo de venda de drogas, inclusive, identificam o bairro em que estão agindo na cidade, para dar mais veracidade. Em seguida, o golpista acusa o dono do estabelecimento de ter denunciado seus vendedores de droga para a Polícia Militar e que por conta disso, sua droga está sendo apreendida.

“Pega visão, só quero resolver, tá ligado? ”, com esse jargão, o golpista ameaça de morte a vítima, sua família e ainda diz que irá destruir a loja, passando, inclusive o endereço correto do estabelecimento, o que intimida ainda mais a vítima. Segundo as vítimas, as mensagens são muito fortes e tão sofisticadas, que já seguem um padrão, com figurinhas e emotions de pessoas com cabeças cortadas.

“A sensação de insegurança que a gente fica, é enorme, ao receber essas mensagens fortes. E eles falam de maneira bem truculenta. A gente precisa não agir na emoção, procurar o máximo de informação possível, porque com a preocupação com os familiares e os colaboradores, acabamos tomando decisões que não são racionais. É preciso procurar informação. Eu procurei o Delegado me tranquilizei”, diz um empresário de Seabra, vítima do golpe.

Sem aguentar as ameaças e, na intenção de parar o ameaçador, um dos empresários Seabra, chegou a depositar o valor de R$500,00 para o bandido, e somente após a transação ele percebeu que era golpe.

A Delegacia de Polícia Civil de Seabra foi notificada, e explicou que se trata do “Golpe da Facção”, onde os bandidos, muitos deles presidiários, têm acesso aos dados da empresa via rede social, fazem o contato aleatoriamente, via áudios ou mensagens fortes inicialmente se propondo a ajudar a resolver um problema que supostamente a vítima estaria causado ao tráfico local. Em seguida o criminoso se propõe a ajudar convencendo os membros da facção que não façam nada com a vítima, mas para isso é necessário que a vítima pague uma quantia em dinheiro.

A Delegacia pede para denunciar esses casos e ficar atento no sotaque, que muitas vezes não bate com o sotaque de alguém do Estado (às vezes se diz baiano com sotaque carioca). A vítima precisa ter calma e não se intimidar, não cair no Golpe, e procurar a polícia imediatamente.

Chapada News

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

SEABRA: “Espero de coração que o governador do estado cumpra a parte que foi acordada”; Diz prefeito sobre pavimentação de estrada.

Em vídeo postado na última sexta-feira (12), o prefeito do município de Seabra, na Chapada …