quarta-feira ,18 maio 2022
Página Inicial / Noticias / SEABRA: Iphones subtraídos de lojista de Seabra são recuperados em Canavieiras pela Polícia; Suspeito é preso em flagrante

SEABRA: Iphones subtraídos de lojista de Seabra são recuperados em Canavieiras pela Polícia; Suspeito é preso em flagrante

Aparelhos de celulares da marca iPhone, levados através de um estelionato aplicado em um lojista da cidade de Seabra, na Chapada Diamantina, em agosto de 2021, foram interceptados em Canavieiras, nesta terça-feira (19), pela Polícia Civil local, que prendeu em flagrante, por receptação, o indivíduo que estava vendendo os aparelhos por valores muito abaixo do mercado.

Para o sucesso dessa ação, foi necessário o trabalho conjunto da 13ª.COORPIN/Seabra e 7a COORPIN/ DRFR Ilheus e Delegacia Territorial de Canavieiras. A1qew34 Polícia Civil de Canavieiras recebeu informações da Delegacia de Furtos e Roubos de Ilhéus derivadas de informações recebidas da cidade de Seabra, através do DPC Thomas Galdino, Coordenador Regional daquela unidade.

De posse dessas informações o, Policiais Civis de Canavieiras diligenciaram no bairro Tancredão em Canavieiras e prenderam em flagrante um indivíduo, quando ele estava vendendo um aparelho celular iPhone pelo valor de R$ 6 mil reais (aparelho cujo valor de mercado é mais de R$10 mil reais).

Publicidade

Com o suspeito também foi apreendido ainda um outro aparelho da mesma marca e valor, além de várias caixas de iphones vazios, entre outros celulares de outras marcas, e duas maquininhas de cartão de crédito. Outro aparelho Iphone foi apreendido em poder de uma vítima que havia adquirido o aparelho por R$ 6.400 reais. Todos equipamentos não possuíam nota fiscal.

Os aparelhos foram identificados através de seus números de série, através de trabalho de inteligência da Coordenadoria Regional de Seabra. A vítima, um logista da cidade de Seabra, que pediu para não ser identificado, narrou que golpistas conseguiram levar mais de oito aparelhos através de um estelionato, ocorrido em agosto do ano passado, causando prejuízos de mais de R$40 mil reais.

O autuado em flagrante alegou adquirir os objetos de “pessoas de São Paulo”, mas que não tinha nota fiscal e que vendia os seus aparelhos através de “loja virtual em grupos de redes sociais” e que os outros aparelhos já haviam sido vendidos.

Foi dada voz de prisão ao mesmo, que pagou fiança, conforme legislação, e responderá em liberdade. Os aparelhos recuperados serão restituídos a vítima. As investigações prosseguem para localizar os outros aparelhos que foram vendidos na cidade.

Chapada News

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Chapada: Família que estava desaparecida a mais de oito dias, é encontrada na Chapada Diamantina

A família que estava desaparecida na região da Chapada Diamantina, desde o último dia 08 …

No Banner to display

Vídeo Destaque

Previsão