terça-feira ,28 setembro 2021
Página Inicial / Educação / CHAPADA: Mães de estudantes cobram retorno de aulas semipresenciais em Mucugê. Secretária de Educação explica que reformas e licitações precisam ser finalizadas.

CHAPADA: Mães de estudantes cobram retorno de aulas semipresenciais em Mucugê. Secretária de Educação explica que reformas e licitações precisam ser finalizadas.

Após mães e responsáveis de estudantes de escolas públicas e privadas da rede municipal de Mucugê, na Chapada Diamantina terem cobrado, via ofício, datado de 15 de julho à Secretaria de Educação da cidade, sobre o retorno semipresencial das aulas municipais, alegando que a gestão vem promovendo eventos turísticos e culturais em meio à pandemia de covid-19, mas não se posiciona quanto às atividades letivas, Secretária de Educação responde ao Jornal do meio-Dia, da Nova FM que não retornou porque as 24 escolas do município estavam todas em situação precária, não atendiam aos protocolos de segurança contra a Covid-19.

Agora todas estão passando por processo de reforma. Entretanto, essas reformas estão encontrando obstáculos em avançar. Por conta da própria pandemia estão tendo dificuldades para entrega de materiais, o clima não favorece em avançar com as obras e, além disso, devido ao grande desenvolvimento da cidade de Mucugê, estão tendo dificuldade em encontrar mão de obra disponível.

Também deixa claro que as licitações do transporte escolar e da merenda escolar, não foram finalizadas. Atos necessários para a retomada das aulas em sala. Ocorreu anteriormente a licitação de kits de merenda escolar que são distribuídos para os alunos, no entanto, esses kits não podem ser utilizados no retorno das aulas presenciais, é preciso nova licitação para a merenda.

Alega ainda que a manifestação do governo do estado em decretar a retomada das aulas presenciais foi muito rápida, não dando tempo dos municípios se estruturarem, além do que faltou diálogo entre o estado e os municípios. Tinham acabado de se estruturarem para o ensino remoto e de surpresa veio a autorização para o ensino semipresencial. Inclusive, reforça que não é um problema só do município de Mucugê, mas de todas as cidades da Chapada Diamantina, como constatado em reunião feita com todos os prefeitos e secretários da região.

Sobre a reclamação das mães de não terem recebido retorno do ofício, Rosane Chagas argumenta que foi publicado no dia 03 de agosto desse ano, o decreto número 279 onde responde todos os questionamentos feitos pelas 12 mães que assinaram o ofício. Além disso, o decreto foi emitido para todas as escolas, publicado nas redes sociais da prefeitura, e ainda, divulgado em todos os grupos de WhatsApp onde os alunos estão presentes. Diante disso, a gestão entendeu que a informação havia chegado até os pais.

Chapada News

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Suspeito de matar pediatra em clínica, utilizou durex nos dedos e teve digital reconhecida por palma da mão

Preso nesta segunda-feira (27), o suspeito de matar o médico pediatra Júlio César de Queiroz Teixeira, de …