Página Inicial / Entretenimento / Chapada: Paulo Coelho se oferece para patrocinar festival censurado pela Funarte: ‘Que seja antifascista’

Chapada: Paulo Coelho se oferece para patrocinar festival censurado pela Funarte: ‘Que seja antifascista’

Autor de “O Alquimista”, um dos livros mais vendidos no mundo, o escritor brasileiro Paulo Coelho se ofereceu para patrocinar o Festival de Jazz do Capão, evento baiano que teve a captação de recursos via Lei Rouanet vetada pelo governo Bolsonaro por ter se posicionado como “antifascista” (saiba mais).

“A Fundação Coelho & Oiticica se oferece para cobrir os gastos do Festival do Capão, solicitados via Lei Rouanet (R$ 145,000)”, diz mensagem publicada nas redes sociais do artista, que solicita aos seguidores que transmita a mensagem à organização do festival realizado na Chapada Diamantina desde 2010.

Paulo Coelho, no entanto, coloca uma condição para liberar a verba para bancar o evento: “que seja antifascista e pela democracia”. O requisito faz referência ao manifesto publicado pelo festival em 2020, que serviu de pretexto para o parecer da Fundação Nacional das Artes (Funarte) alegar “desvio de finalidade” e negar o apoio.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Mais de 200 municípios baianos não registraram morte por Covid em julho 14 estão na Chapada.

A Secretaria da Saúde da Bahia anunciou, nesta quinta-feira (22), que 202 municípios do estado …