quarta-feira ,28 setembro 2022
Página Inicial / Economia / Chapada: Pedagoga natural de Boa Vista do Tupim cria aplicativo que estimula o Turismo de Base Comunitária da Bahia

Chapada: Pedagoga natural de Boa Vista do Tupim cria aplicativo que estimula o Turismo de Base Comunitária da Bahia

A pedagoga e empreendedora natural do município chapadeiro de Boa Vista do Tupim, Marilú Dias, elaborou um projeto de mobilidade que estimula o Turismo de Base Comunitária da Bahia (TBC). O aplicativo de mobilidade – Cidade Inteligente, Turismo Inteligente – CITI Tour Rural, que será lançado nesta sexta-feira (9), contou com incentivo financeiro do Governo do Estado e tem o intuito de conectar unidades produtivas agroecológicas ao turismo sustentável na Bahia.

Os estudos iniciaram na época da pandemia de covid-19 e com experiências em vivências agroecológicas, Marilú decidiu ampliar os conhecimentos na área e inovar com a criação de um projeto que permite a vivência da prática rural e o fomento do turismo nas comunidades que protagonizam experiências, promovendo um turismo mais autêntico, consciente e mais humano.

“Na pandemia, em casa, estava estudando, vi o edital e submeti o projeto a uma financiadora e ele foi aprovado. O aplicativo está sendo financiado nessa perspectiva por duas financiadoras: a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep)”, explica Dias sobre o edital lançado em março de 2021 pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti).

O aplicativo de viagens tem funcionamento nas plataformas Android e IOS. Além disso, reúne roteiros turísticos de várias cidades da Bahia, com histórico de cada município; indicações de atividades agroecológicas; pontos turísticos; guias turísticos, vitrines para compras de serviços e produtos oriundos da roça; hospedagens e restaurantes. As viagens terão início em setembro, com datas que já estão sendo programadas juntamente com guias.

“É o primeiro aplicativo de mobilidade no Estado da Bahia, que possibilita agendar viagens turísticas para conectar unidades produtivas agroecológicas ao Turismo de Base Comunitária (TBC). É fruto de muito estudo, dedicação e aprendizado. Cada cidade que a gente faz contato, apresenta a proposta e sai encantada com o potencial turístico que existe no interior da Bahia”, destaca Marilú.

CN com informações do Jornal da Chapada.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Quatro candidatos ao governo da BA participam de debate na TV Bahia

Quatro candidatos ao governo do estado nas eleições de 2022 participaram do debate promovido pela …