quarta-feira ,21 fevereiro 2024
[adsanity_group align='alignnone' num_ads=1 num_columns=1 group_ids=309]
Página Inicial / Bahia / Chapada: Potencial da agricultura familiar são debatidas em Andaraí.

Chapada: Potencial da agricultura familiar são debatidas em Andaraí.

Investimentos em tecnologia, políticas públicas, resultados, bioinsumos, segurança alimentar, aumento de produção e produtividade, crédito rural e geolocalização foram alguns dos temas abordados durante a reunião técnica realizada pela Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), no município de Andaraí, na Chapada Diamantina.

Somente em assistência técnica e extensão rural (ATER), o Território da Chapada Diamantina conta com investimentos, em execução, de aproximadamente R$ 20,9 milhões do Governo do Estado. São mais de 8 mil famílias agricultoras, nas culturas do gado, morango, mandioca, café, milho, entre outras, alcançadas pelas Chamadas Públicas da Bahiater: ATER Biomas, ATER Mulheres, ATER Agroecologia e ATER Sustentabilidade, além do convênio com o Consórcio Chapada Forte, em parceria com a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR).

“Nessa ação integrada da extensão rural, na qual a gente envolve consórcio, entidades de ATER, nossos Setaf [Serviço Territorial de Apoio à AgriculturaFamiliar, nós temos aqui na Chapada Diamantina mais de 8 mil famílias atendidas diretamente, R$ 20,9 milhões investidos, numa estratégia grande de inclusão, em que a gente leva os kits produtivos, como consequência, e principalmente a dignidade para o homem e a mulher da nossa ruralidade”, afirmou o titular da Bahiater, Lanns Almeida.

“A assistência técnica é fundamental para o desenvolvimento da agricultura familiar, e essa parceria com a Bahiater, a SDR, vai trazer muitos frutos para a nossa região da Chapada”, comemorou o presidente do Consórcio Chapada Forte e prefeito de Andaraí, Wilson Cardoso.

A reunião técnica contou com a participação de coordenadores de unidades da Bahiater na Chapada Diamantina e Piemonte do Paraguaçu, da Coordenação de Kits Produtivos do projeto Parceria Mais Forte no Consórcio Chapada Forte, do Colegiado de Desenvolvimento Territorial (Codeter), Comitê de Mulheres da Câmara Técnica de Desenvolvimento Rural e Centro de Formação e Organização Comunitária (Ceforc). Participaram, ainda, o Instituto Agregar, o Movimento dos Trabalhadores, Assentados, Acampados e Quilombolas do Estado da Bahia (Ceta) e representantes dos municípios de Iaçú e Lençóis.

“A importância desse momento para a gente é muito grande, pois falamos das políticas públicas voltadas para a agricultura familiar e debatemos todas as questões agrárias e agrícolas”, destacou Sulamita Matos, subcoordenadora da Bahiater no território.

Com informações do Bahiater/SDR.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Região: Jovem de 23 anos morre eletrocutado ao tocar em fio de poço artesiano.

A cidade de Ibipeba foi surpreendida, nesta segunda-feira (19), com a triste notícia da morte do …

[wp_bannerize group="Banner Rodapé" random="1" limit="1"]