domingo ,5 fevereiro 2023
Página Inicial / Noticias / CHAPADA: Radialista e suplente de vereador é investigado por abuso sexual contra sobrinha, em Jacobina

CHAPADA: Radialista e suplente de vereador é investigado por abuso sexual contra sobrinha, em Jacobina

FOTO: Divulgação

O radialista e suplente de vereador em Jacobina, na Chapada Norte, Laedson Almeida, está sendo investigado pela Polícia Civil por importunação sexual. Segundo o Correio*, a denúncia partiu da própria sobrinha de Almeida, uma jovem de 17 anos, que conta ter sofrido o crime na madrugada do dia 8 de janeiro em uma viagem com familiares.

Após a repercussão do vídeo em que a jovem relata o ocorrido que circulou nas redes sociais na quarta-feira (18),  o radialista, conhecido como o palhaço Pirulito, foi afastado do PT e da Rádio Jacobina FM, na qual é apresentador.

Ainda de acordo com o Correio*, no final de semana em que teria ocorrido o crime, Laedson estava com a mulher e as duas filhas pequenas, além da sobrinha e um casal de amigos com os filhos, em Itaitu, distrito de Jacobina. A vítima relatou que a casa em que eles ficaram é de uma amiga do radialista e possui dois quartos.

“De início, eu dormiria no sofá cama na sala […] só que no decorrer da tarde eles beberam bastante e nos divertimos muito. Porém, a noite chegou e a minha tia [esposa de Laedson] pediu para eu dormir no quarto que ela dormiria na sala porque iria acordar muito cedo e não queria me incomodar”, relata.

A jovem lembra que foi acordada por Laedson às 4 horas da manhã porque ele estaria procurando seu celular. Foi então que a importunação sexual teria tido início.

“Ele deitou, começou a me abraçar, passar a mão no meu corpo e depositar beijos no meu pescoço. Eu fiquei em choque e não conseguia me mexer nem falar para ele sair”, diz. Segundo ela, o tio só parou depois que fez uma pergunta à sobrinha.

“Ele perguntou se eu tinha certeza daquilo e eu consegui ter uma reação e falei para ele sair”, completa.

Logo depois, Laedson teria voltado para a outra cama de solteiro do quarto. A sobrinha diz que não contou para ninguém da casa o que teria acontecido por medo da reação das pessoas.

Segundo a publicação, a defesa do radialista apresenta outra versão e diz que o tio e a sobrinha não dormiram sozinhos. No quarto estariam a esposa de Laedson e as duas filhas. Em um dado momento da noite, o radialista, alcoolizado, teria pedido para deitar na mesma cama da sobrinha para ficar mais próximo do ventilador que havia no local.

“Ele perguntou se podia deitar e ela disse que sim. Mas ele permaneceu muito pouco na cama porque percebeu que ela estava incomodada. Foi quando perguntou se a sobrinha queria que ela saísse da cama e ela respondeu que sim”, afirma o advogado.

Ainda segundo a versão da defesa, a jovem estaria com raiva do tio por acreditar que ele estaria apoiando a separação de seus pais e, por isso, teria feito a denúncia. “Haveria uma revolta por ela entender que os irmãos do pai estão dando apoio a separação do pai e da mãe dela”, diz Rodrigo Almeida.

A Polícia Civil informou que a Delegacia Territorial de Jacobina instaurou um inquérito policial para apurar a denúncia de importunação sexual contra a adolescente. Como a investigação envolve uma menor de idade, o caso corre em segredo de justiça.

Chapada News

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

CHAPADA: Prefeito de Jacobina sugere que moradores insatisfeitos deixem o município; “vão para Londres, Nova Yorque”

O Prefeito de Jacobina, na Chapada Norte, Tiago Dias (PCdoB), protagonizou um momento polêmico durante a …