terça-feira ,5 março 2024
[adsanity_group align='alignnone' num_ads=1 num_columns=1 group_ids=309]
Página Inicial / Bahia / Chapada: Terreiro “Sete Serra” será tombado em Lençóis.

Chapada: Terreiro “Sete Serra” será tombado em Lençóis.

Após celebrar o cinquentenário do tombamento como Cidade-Patrimônio e o reconhecimento da Festa de Senhor dos Passos na condição de patrimônio imaterial, o município de Lençóis está prestes a uma nova conquista.

Agora, é o Terreiro de Jarê Palácio de Ogum e Caboclo “Sete Serra” a ser tombado, encerrando um processo iniciado em 2007, por iniciativa de Sandoval Amorim, filho do fundador do estabelecimento religioso, Pedro de Laura.

A construção, feita toda em tijolo de adobe, um dos mais antigos materiais de construção do mundo, porém vulnerável à umidade, necessita de reformas constantes, como vem sendo feito agora, conforme informou Sandoval Amorim.

De acordo com pesquisadores de universidades interessadas em contribuir com a preservação da memória, os tijolos de adobe foram transportados em 1949, na cabeça de adeptos da religião afroindígena e em carroças improvisadas até o local do terreiro, a oito quilômetros do centro de Lençóis.

Poeticamente localizado próximo ao Rio Capivara, em área onde antes a caça era farta e permitida, o terreiro é um dos mais frequentados da Chapada Diamantina e o primeiro da região a ser tombado.

As filhas de santo já ensaiam o “dorosan”, como se chama o coral para chamar os encantados, pela ordem, Ogum, Xangô, Santa Bárbara e Sete Serra, em uma mistura típica do jarê, uma inusitada prática de candomblé nativo desconhecido em outras regiões.

Com informações da A Tarde

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Suspeitos morrem em operação policial em bairro periférico de Salvador; mais de mil estudantes tiveram aulas suspensas

Dois homens morreram após confrontos em uma operação conjunta das polícias Federal, Militar e Civil …

[wp_bannerize group="Banner Rodapé" random="1" limit="1"]