segunda-feira ,15 agosto 2022
Página Inicial / Política / Embaixador argentino defende Bolsonaro após governo recusar ajuda à Bahia

Embaixador argentino defende Bolsonaro após governo recusar ajuda à Bahia

Para Daniel Scioli, o governo recusar ajuda à Bahia não é falta de solidariedade

governo brasileiro tem recebido por recusar ajuda dos argentinos no atendimento às vítimas das fortes chuvas na Bahia.

“O governo simplesmente agradeceu e disse que, caso fosse necessário, aceitariam a oferta”, diz. “Em nenhum momento isso vai em detrimento nem da relação com O embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli, rebateu as críticas que o a Argentina, nem do espírito de solidariedade para com o Estado da Bahia”, avaliou, em entrevista ao Estadão publicada nesta quinta-feira (30).

presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que a ajuda oferecida pela Argentina às vítimas das fortes chuvas que atingem a Bahia nos últimos dias não era necessária e que poderá aceitá-la “oportunamente, em caso de agravamento das condições.”

Nas redes sociais, o presidente disse que o governo argentino ofereceu assistência de dez homens para trabalho de almoxarife e seleção de doações, montagem de barracas e assistência psicossocial à população afetada. O que, segundo ele, já está sendo feito pelas Forças Armadas. Por isso, o governo federal rejeitou a ajuda.

Scioli diz que o governo argentino entrou em contato com o Itamaraty, mas também com o governo da Bahia. “Nós oferecemos ajuda humanitária e logística. No entanto, o próprio governo federal disse que agradecia e, caso essa situação se complique, levará em consideração a oferta. Mas, por enquanto, eles já estariam enviando colaboração e fazendo os investimentos necessários.”

Publicidade

O embaixador ainda sugere que a repercussão com a recusa tem motivação política. “Como um homem político, eu sei que se trata de um momento sensível, com muita disputa política e, no ano que vem, haverá eleições presidenciais.”

Rui Costa rebate

O governador Rui Costa (PT) rebateu o governo Bolsonaro, por meio das redes sociais nesta quinta-feira (30), e disse que vai aceitar ajuda internacional diretamente, como a oferecida pela Argentina, sem intermédio da diplomacia brasileira.

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) do Brasil não aceitou o apoio oferecido pelo Governo da Argentina à Bahia, que tem sofrido com as chuvas fortes e enchentes nas últimas semanas. O Governo do Estado foi avisado da decisão de dispensa pelo consulado argentino na noite de quarta-feira (29).

“Me dirijo a todos os países do mundo: a Bahia aceitará diretamente, sem precisar passar pela diplomacia brasileira, qualquer tipo de ajuda neste momento”, escreveu Rui. “Os baianos e brasileiros que moram aqui no estado precisam de todo tipo de ajuda. Estamos trabalhando muito, incansavelmente, para reconstruir as cidades e as casas destruídas, mas a soma de esforços acelera este processo, portanto é muito bem-vinda qualquer ajuda neste momento.”

 

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Brasil: Mulheres são maioria entre aptos a votar nas eleições 2022

  Nas eleições de 2022, as mulheres, mais uma vez, são a maioria. Dos mais …