segunda-feira ,6 fevereiro 2023
Página Inicial / Polícia / Engenheiro solta rojões após mãe melhorar de câncer, mas acaba morto por vizinho idoso

Engenheiro solta rojões após mãe melhorar de câncer, mas acaba morto por vizinho idoso

O engenheiro Francisco Nicolás Lopes, de 38 anos, estava na companhia da irmã, da sobrinha, de 9, além de um amigo. Todos estavam felizes na noite de segunda-feira (2) porque a matriarca da família apresentou uma melhora significativa no tratamento contra o câncer de mama. Para comemorar o avanço, o engenheiro decidiu soltar rojões, mas um dos seus vizinhos, irritado com o barulho dos fogos de artifício, pegou uma espingarda e atirou contra Francisco, que não resistiu e morreu. O caso aconteceu em São Bernardo do Campo, no interior de São Paulo.

O atirador foi identificado como Mário D’Amore Júnior, 74. Antes de apertar o gatilho da espingarda, ele falou que o barulho dos rojões assustava os seus animais e que era proibido soltar fogos de artifício. Pediu ainda que todos deitassem no chão — ordem que não foi acatada pelo engenheiro, irmã, sobrinha e amigo dele.

A irmã de Francisco gravou o momento em que o idoso ameaça o grupo. No vídeo é possível vê-lo segurando um objeto e ouvir as vítimas pedindo calma e afirmando que vão parar. A sobrinha do engenheiro grita desesperada ao ver a arma na mão de Mário.

O engenheiro foi atingido no ouvido esquerdo. Ele chegou a ser socorrido e levado até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde não resistiu ao ferimento. Em entrevista ao g1, a irmã da vítima disse que todos estavam felizes porque a matriarca saiu da quimioterapia e conseguiu levantar-se da cama. Relatou ainda que, depois de atirar, o idoso se virou e voltou para casa caminhando, como se nada tivesse acontecido.

Mário foi preso em flagrante e levado até uma delegacia. Em depoimento, o idoso disse que tinha em mãos uma arma de chumbinho e que não se lembrava de ter apertado o gatilho. Francisco estava noivo e sua companheira a esperava para o casamento na Alemanha, onde vive. Ela não conseguiu chegar a tempo no Brasil para despedir-se do amado.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Servidora morre ao ser feita de “escudo humano” junto com o homem que a usou como escudo, em Jequié

Um duplo homicídio foi registrado no início da noite de quinta-feira (02) em Juazeiro, Norte …