Página Inicial / Educação / Estudantes da rede estadual da Bahia começam a receber vale-alimentação a partir de segunda-feira (20)

Estudantes da rede estadual da Bahia começam a receber vale-alimentação a partir de segunda-feira (20)

Os estudantes da rede estadual de ensino vão começar a receber o vale-alimentação a partir desta segunda-feira (20). A medida, adotada pelo Governo da Bahia, busca auxiliar cerca de 800 mil alunos que ficaram sem acesso à merenda escolar, por causa da suspensão das aulas devido à pandemia de coronavírus.

O vale-alimentação tem o valor de R$ 55 e pode ser utilizado em duas redes de supermercados que fizeram parceria com o governo. Neste primeiro momento, vão receber o benefício cerca de 284 mil estudantes de 23 municípios baianos onde suas lojas e redes de apoio estão distribuídas. Para os alunos que moram em municípios não atendidas por esses supermercados, estão sendo feitos os cartões alimentação, que serão entregues diretamente aos estudantes pelas escolas.

O anúncio do início da distribuição foi feito pelo governador Rui Costa em comunicado em rede social na noite desta sexta-feira (17). “Como sei que os estudantes estão com pressa, combinamos com duas redes de supermercado, a Cesta do Povo e Assaí, para que, nas cidades em que eles têm lojas, possamos fazer a entrega do benefício da alimentação direto para esses estudantes. Serão 23 cidades da Bahia, mas de 260 mil estudantes sendo beneficiados nessas cidades”, disse o governador.

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) vai disponibilizar, neste domingo (19), em seu site, uma lista com os nomes das escolas e a orientação de qual rede de supermercado deve ser procurada pelo aluno ou responsável, que tenha o CPF cadastrado. Para receber o benefício, os alunos cujo CPF da mãe, do pai ou responsável não foi informado à escola no ato da matrícula precisam ter feito a atualização cadastral. “Não tem limite por família. Se uma família tem dois filhos matriculados, os dois têm direito ao benefício. Se tem três filhos, os três têm direito. Será exigido, no supermercado, um número de documento de identificação com fotografia”, explica o gestor.

Para regularizar a situação, os alunos devem entrar em contato por telefone ou aplicativo de mensagens com a escola onde estudam. Outra opção é pela internet, no Portal da Educação ou direto no site SiAdiante. Até o momento, 630 mil alunos estão cadastrados e aptos a receber o benefício.

O Governo da Bahia afirma que a medida vai custar recursos da ordem de R$ 44 milhões do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza. A ação foi aprovada pela Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) na última terça-feira (14).

O que fazer para utilizar o vale-alimentação

De acordo com a Secretaria de Educação, após consultar a lista que será divulgada neste domingo (19), é preciso ir até o supermercado indicado e procurar o setor de atendimento ao cliente, com CPF e Carteira de Identidade originais.

O vale é destinado, exclusivamente, para a compra de gêneros alimentícios, como feijão, arroz, macarrão, açúcar, café, leite, dentre outros.

A Cesta do Povo está presente nas cidades de Salvador, Camaçari, Simões Filho, Valença, Dias D´Ávila, Santo Estevão, Gandu, Santa Bárbara, Monte de São João, Morro do Chapéu, Camamu e Ituberá. Já a rede Assaí, nas cidades de Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Juazeiro, Jequié, Ilhéus, Lauro de Freitas, Paulo Afonso, Guanambi, Serrinha, Senhor do Bonfim e Itapetinga.

Os pais ou estudantes que tiverem dúvidas sobre o assunto podem entrar em contato com Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) neste final de semana através do número 0800 284 0011. As informações são do G1

 

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Macaúbas: Sem saber de infecção por Covid-19, família tem contato com corpo de criança

Macaúbas possui um caso confirmado da Covid-19. Uma criança foi encaminhada em Salvador após sofrer …