segunda-feira ,17 janeiro 2022
Página Inicial / Política / Governador da Bahia vai a jantar que reúne Lula e Alckmin em São Paulo

Governador da Bahia vai a jantar que reúne Lula e Alckmin em São Paulo

O governador da Bahia, Rui Costa, foi a um jantar organizado pelo Grupo Prerrogativas em São Paulo neste domingo (19), que reuniu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin.

É o primeiro encontro dos antigos rivais políticos desde que aliados começaram a costurar nos bastidores a possibilidade de o ex-tucano ocupar a vice na candidatura presidencial de Lula em 2022.

“Estive hoje no jantar que reuniu o presidente @Lulaoficial e o ex-governador de São Paulo, @geraldoalckmin_. Independente de partidos, reconstruir o Brasil é uma tarefa para muitos, que só será possível com união. Não só com quem pensa exatamente igual a nós, mas com todos que queiram o bem do nosso país, para que a gente possa ultrapassar a tragédia que o Brasil vive hoje”, postou Rui nas redes sociais, acompanhado de uma foto de Lula e Alckmin se abraçando.

Além de Rui, estiveram presentes o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), o prefeito de Recife, João Campos, ex-prefeito de Manaus (AM) Arthur Virgílio Neto (PSDB), os deputados Alessandro Molon (PSB-RJ), Marcelo Freixo (PSB-RJ), Marília Arraes (PT-PE) e o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (sem partido-RJ) e os senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Integrantes do governo de Dilma Rousseff (PT) como os ex-ministros José Eduardo Cardozo e Aloizio Mercadante também compareceram. Ainda marcam presença os presidentes de partidos como Gleisi Hoffmann (PT), Gilberto Kassab (PSD), Carlos Siqueira (PSB), Paulinho da Força (Solidariedade) além de diversas outras autoridades.

Publicidade

Na última semana Alckmin anunciou sua saída do PSDB. O próprio ex-governador admitiu a possibilidade de ser candidato a vice-presidente na chapa de Lula, do PT. Na movimentação dos partidos para a eleição do ano que vem, ele próprio admitiu a possibilidade de ser candidato a vice-presidente na chapa de Lula. O petista tem dito que só anuncia oficialmente a candidatura em março.

Em conversas com aliados na sexta, Lula também aventou a possibilidade de Alckmin de filiar ao PSD, de Gilberto Kassab, que está no encontro. O arranjo, porém, é hoje o menos provável. O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) e o ex-governador Marcio França (PSB), ambos presentes no jantar, trabalham para o ex-tucano migrar para o PSB.

 

 

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Embaixador argentino defende Bolsonaro após governo recusar ajuda à Bahia

governo brasileiro tem recebido por recusar ajuda dos argentinos no atendimento às vítimas das fortes …