quarta-feira ,17 agosto 2022
Página Inicial / Sem categoria / Governador Rui Costa e vice João Leão visitam instalações da Fazenda Escola Modelo implantada no município de Barra

Governador Rui Costa e vice João Leão visitam instalações da Fazenda Escola Modelo implantada no município de Barra

Ensino técnico profissionalizante que fornece mão de obra qualificada aos setores produtivos, com contrapartida social, na medida em que estes setores geram empregos e dinamizam a economia local. Nesta lógica está pautada a relação entre a Fazenda Escola Modelo, em implantação no município de Barra, e o Polo Agroindustrial e Bioenergético do Médio São Francisco. O equipamento recebeu a visita do governador Rui Costa nesta sexta-feira (03), a convite do vice-governador João Leão, secretário do Planejamento.

O Governador Rui Costa, que demonstrou entusiasmo com a visita, elogiou o projeto. “Belíssimo projeto. São 250 hectares onde serão plantados mamão, cacau, banana, manga, uva, enfim, serão mini fazendas experimentais para testar vários métodos, vários modelos de irrigação para formar mão de obra. Uma grande escola de formação técnica e também de extensão para cursos da área rural universitário, então, um grande projeto, um exemplo para a Bahia e para o Brasil e como o próprio Leão diz, a primeira de muitas que queremos replicar”.

O vice-governador João Leão falou sobre a visita e destacou a importância do empreendimento para o desenvolvimento do estado. “Rui, que já conhece as instalações do Polo Agroindustrial, hoje pôde conhecer de perto as instalações da Fazenda Escola Modelo. Estes são projetos de extrema importância para o desenvolvimento do nosso estado por se tratarem de iniciativas que visam criar novos polos de desenvolvimento na Bahia, desenvolvimento este que historicamente esteve concentrado na Região Metropolitana de Salvador”, explica.

A escola servirá como suporte de formação e capacitação profissional e de experiências para o Polo Agroindustrial e Bioenergético do Médio São Francisco, um complexo agroindustrial em processo de implantação na região baiana do Médio São Francisco, sob a coordenação da Secretaria do Planejamento da Bahia (Seplan), no âmbito da Agenda de Desenvolvimento Territorial (AG-Ter).

A Fazenda Escola Modelo vai desenvolver técnicas agropecuárias irrigadas, de sequeiro e agroindustriais dentro Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) Águas, no município de Barra. Para isto, conta com a gestão da Cooperativa Agropecuária da Barra (COOPAB), com a Cooperação Técnica entre SDE, SEAGRI, SEC e SDR, e com apoio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e das universidades do Sudoeste da Bahia (Ufob) e do Vale do São Francisco (Univasf), além de empresas privadas.

Publicidade

Médio São Francisco

Considerado a nova fronteira agrícola do Estado da Bahia, o Médio São Francisco reúne condições edafoclimáticas ideais para o desenvolvimento de projetos agroindustriais baseados no uso da irrigação e de tecnologias de ponta. Destacam-se no potencial da região, além da disponibilidade hídrica, através dos rios Grande e são Francisco, a fertilidade das terras e sua baixa inclinação.

O Médio São Francisco compreende os municípios de Barra, Bom Jesus da Lapa, Brotas de Macaúbas, Carinhanha, Feira da Mata, Ibotirama, Igaporã, Matina, Malhada, Morpará, Muquém de São Francisco, Oliveira dos Brejinhos, Paratinga, Riacho de Santana, Serra do Ramalho, Sítio do Mato e Xique-Xique. Atualmente a região apresenta os mais baixos índices socioeconômicos e educacionais do Estado da Bahia.

Polo Agroindustrial

O Polo Agroindustrial e Bioenergético do Médio São Francisco contará com 28 projetos nos segmentos agrícola, agropecuário, agroindustrial e sucroalcooleiro. Atualmente, 16 destes projetos se encontram em implantação e outros 12 se encontram em fase de estudos e análise. Para o projeto estão projetados R$ 9 bilhões em investimentos privados e a geração de cerca de 60 mil empregos, diretos e indiretos.

O empreendimento tem como premissa a integração de educação, agronegócio, cooperativismo e desenvolvimento socioeconômico, de forma sustentável. A sua integração com a Agricultura Familiar poderá beneficiar 1.096 famílias de assentamentos e 1.200 famílias de pequenos produtores de 65 comunidades de fundo de pasto denominadas de Brejos da Barra.

Chapada News com informações da Ascom Seplan

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Utinga: Agentes comunitários de saúde e de combate às endemias acordam nova política salarial

Os agentes de combate às endemias e agentes comunitários de saúde de Utinga entraram em …