domingo ,4 dezembro 2022
Página Inicial / Noticias / IPUPIARA: Riacho das Telhas denuncia falta de água por longo período; Embasa diz que nova rede funcionará em 15 de abril

IPUPIARA: Riacho das Telhas denuncia falta de água por longo período; Embasa diz que nova rede funcionará em 15 de abril

Moradores do Povoado de Riacho da Telhas, que fica a 7km da sede do município de Ipupiara denunciam que não chega água nas torneiras há muito tempo, passando por grande necessidade hídrica e pagando suas contas em dias. Denunciam ainda que reclamam junto à Embasa mas não recebem nenhuma resposta.

Ao Chapada News, moradores alegaram que reuniram há oito meses com o prefeito Ascir Leite (PP), juntamente com os representantes da Embasa e lhes foi dado o prazo de três meses para normalização do abastecimento, entretanto, até agora apenas colocaram os canos nas ruas e não fizeram as ligações paras as respectivas casas.

“Começaram um encanamento novo, mas não tem mais fim, não termina nunca e nada de providências”, reclama uma representante da comunidade.

“…Faz dois meses que não chega água nas residências, escola e posto de saúde. Reclamamos todos os dias e os funcionários [da Embasa] faz de conta que não escuta”, declara outra moradora do povoado.

Resposta da Embasa

Em nota ao Chapada News a Embasa declara que é responsável pela prestação dos serviços de abastecimento de água no municipio de Ipupiara, distrito de Ibipetum e povoado de Riacho das Telhas por meio de contrato de concessão repactuado em 09 de novembro de 2021.

Na ocasião, verificou-se que o encanamento da localidade era muito precário, com canos inadequados, passando inclusive por dentro de várias propriedades particulares e um considerável número de furto de água.

Foi necessário fazer uma nova rede com 4km de tubulação para melhorar o abastecimento local e atender as 127 ligações existentes no povoado, aplicando um investimento de R$ 250 mil. A previsão para a conclusão dos serviços e início do abastecimento pela nova rede é até 15 de abril de 2022.

Esclarece ainda que não é verdade a informação de que a comunidade fica sem água por mais de dois meses, pois o abastecimento atual é feito de forma escalonada, através de um cronograma nas três ruas existentes no povoado. Rua da Matriz, abastecimento nos domingos, segundas e quartas. Na rua Jurema, terças e sextas e na rua Antônio Carlos (Caracu) nas quintas e sábados.

Reconhece que semanas anteriores foi necessário manter uma das ruas com um dia a mais sendo abastecida, pois não havia chegado água em todas as casas e essa manobra fez com que as duas outras ruas fossem prejudicadas com dias a menos e somente esse fato.

Chapada News

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

SEABRA: Carro pega fogo, bombeiros civis combatem as chamas, mas desconhece o motivo e o dono do carro

Os Anjos da Chapada foram acionados na madrugada desta sexta-feira (2) para combater um incêndio …