segunda-feira ,16 maio 2022
Página Inicial / Acidente / Jovem que sobreviveu a massacre em escola morre ao tentar salvar gato

Jovem que sobreviveu a massacre em escola morre ao tentar salvar gato

Reprodução/Redes sociais

Um jovem de 18 anos que sobreviveu ao massacre na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, que deixou dez mortos em março de 2019, morreu na semana passada após tentar salvar o gato de estimação da família que estava em cima de um telhado.

Rosnei Marcelo Grotewold Júnior tocou em uma fiação durante o resgate e sofreu uma descarga elétrica. O acidente aconteceu na terça-feira (15), na cidade de Poá, no interior de São Paulo.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamada e constatou o óbito no local. O caso foi registrado como morte acidental.

Publicidade

Em 13 de março de 2019, dois atiradores, que eram ex-alunos, entraram na unidade de ensino e mataram cinco estudantes e dois funcionários da escola. Após atirar e matar as vítimas, um dos atiradores atirou no comparsa e, logo em seguida, tirou a própria vida.

Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, entraram na escola encapuzados durante o intervalo. De acordo com as investigações, entre as motivações que levaram ao massacre estava o bullying.

Bnews

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Morre bebê que teve 80% do corpo queimado após barraco de madeira pegar fogo no sul da Bahia

A bebê de um ano que teve 80% do corpo queimado após um barraco de madeira em …

No Banner to display

Vídeo Destaque

Previsão