Página Inicial / Polícia / Madrasta que atirou menino de 4º andar tem prisão convertida para preventiva

Madrasta que atirou menino de 4º andar tem prisão convertida para preventiva

A mulher acusada de ter arremessado o enteado de apenas seis anos do 4º andar de um prédio em Maceió (AL), na madrugada da última segunda-feira (23), teve a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva. O juiz Ygor Figueiredo entendeu que a prisão da acusada se faz necessária para que seja garantida a ordem pública.

A madrasta confessou para polícia ter cometido o crime por ciúmes do marido, que é o pai do menino. Agora, ela responderá por tentativa de homicídio do garoto.

De acordo com o G1, o menino foi internado com ferimentos no rosto e escoriações no corpo, e segundo o último boletim divulgado pelo Hospital Geral do Estado (HGE), o estado de saúde da criança é estável.

Após o ocorrido, o pai da criança disse não ter acreditado que a companheira seria capaz de atirar o filho pela janela. “Pensei que tinham sido as minhas roupas que ela tinha jogado”, disse em entrevista à TV Gazeta.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

TJ-BA extingue ação que pedia que PMs não fossem obrigados a se vacinar contra Covid-19

A desembargadora Regina Helena Ramos Reis, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), extinguiu a …