quinta-feira ,1 outubro 2020
Página Inicial / Saúde / Mais de 50% das brasileiras desistem de engravidar por medo do zika

Mais de 50% das brasileiras desistem de engravidar por medo do zika

Conforme o site Bahia Notícias, uma pesquisa nacional realizada pela Universidade de Brasília apontou que 50% das brasileiras desistem de engravidar por medo do zika. Para chegar a tal resultado, foram realizadas entrevistas que coletaram dados sobre a saúde reprodutiva e gravidez, além de uma urna secreta que colhia informações sobre experiências de aborto. Foram 2002 mulheres com nível superior, que vivem em zonas urbanas, com faixa etária entre 18 e 39 anos de idade. Mais da metade afirmaram ter evitado ou tentado evitar a gravidez por causa da epidemia. Apenas 27% afirmaram não ter tentado evitar gravidez por conta da zika e 16% disseram não planear uma gravidez independente do vírus. As mulheres que vivem no norte do país, onde a epidemia foi mais virulenta, são as que mais evitam a gravidez (66%), em comparação àquelas que vivem mais ao sul (46%).

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Manaus pode ter atingido imunidade de rebanho, sugerem pesquisadores

Pesquisa coordenada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP), com apoio da …

Deixe uma resposta