segunda-feira ,6 fevereiro 2023
Página Inicial / Polícia / Major é a terceira vítima de PM que tirou a vida de esposa grávida em Pernambuco

Major é a terceira vítima de PM que tirou a vida de esposa grávida em Pernambuco

FOTO: Divulgação

A major Aline Maria Lopes dos Prazeres de Luna, de 42 anos, é terceira vítima fatal do ataque que um soldado da Polícia Militar fez em um batalhão em Recife, Pernambuco, na terça-feira (20). Aline exercia a função de subcomandante. A informação foi confirmada pela Secretaria de Defesa Social do Estado de Pernambuco para o Uol.

O militar, identificado com Guilherme Barros, matou a tiros a esposa, grávida de três meses, antes de invadir um batalhão da polícia e atirar contra militares. Um dos alvejados, identificado como Souza, promovido na segunda-feira (19) ao cargo de segundo-tenente, não resistiu e morreu no local.

Outros dois policiais foram atingidos por Guilherme. O cabo Rebêlo, foi encaminhado para o mesmo hospital e o sargento Uchôa, vítima de um tiro de raspão na cabeça, foi levado para o Hospital da Restauração, no bairro do Derby. Nenhum deles teve o seu estado de saúde divulgado.

O corpo do soldado foi encontrado nas dependências do 19º Batalhão da Polícia Militar (BPM), no bairro do Pina, na Zona Sul do Recife, onde estava lotado. A suspeita é de que ele tenha tirado a própria vida.

Novos detalhes revelam o comportamento do soldado da Polícia Militar Guilherme Santana Ramos de Barros, de 27 anos. Conforme o Correio 24 Horas, logo após o feminicídio da mulher, Cláudia, que estava na casa da mãe dela escondida, o soldado apontou a arma de fogo para um motorista de aplicativo que passava de carro próximo ao local, entrou no carro e o obrigou ir até o Pina.

Foram mais de 40 minutos de terror até lá. O policial ligava para as pessoas dizendo que matou a esposa e que ia matar os inimigos antes de se matar”. Próximo ao batalhão ele saiu do carro, vestiu o colete à prova de balas e entrou. O motorista do aplicativo foi à Polícia prestar depoimento para não ser considerado cumplice. Uma prima do policial relatou, também, que ele mandou mensagem para a mãe antes do ataque ao batalhão.

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, informou que prestará assistência às vítimas. “Determinei ao secretário de Defesa Social, Humberto Freire, e à Secretária da Mulher, Ana Elisa Sobreira, que prestem toda a assistência aos policiais militares baleados e aos familiares das vítimas fatais da ação criminosa do soldado Guilherme Barros.” (Por Bahia Notícias)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Barreiras: PRF flagra excesso de poluição em veículo de carga na BR-242

Na manhã desse sábado (04), uma equipe da PRF flagrou um caminhão circulando na rodovia com …