quarta-feira ,21 fevereiro 2024
[adsanity_group align='alignnone' num_ads=1 num_columns=1 group_ids=309]
Página Inicial / Economia / Pais reclamam das listas de materiais das escolas particulares.

Pais reclamam das listas de materiais das escolas particulares.

 

Começo de ano significa proximidade do início de mais uma etapa letiva e, com ela, reiniciam os mesmos problemas e discussões que envolvem as polêmicas listas de materiais escolares.

Os pais recebem a relação enviada pelas escolas particulares, no momento da matrícula e, na maioria das vezes, deparam-se com itens absurdos. Para evitar gastos desnecessários com materiais que não serão usados pelos estudantes, considerados solicitações abusivas, como bloco com 400 folhas de sulfite – quantidade impossível de ser utilizada em um ano – e papel higiênico, que é um produto de obrigação da escola.

Uma coisa todos já sabem: as escolas são obrigadas a fornecer as listas para os pais pesquisarem antecipadamente os preços e os melhores locais para aquisição dos materiais pertinentes.

Mas, infelizmente, as irregularidades persistem e muitos centros educacionais insistem em determinar itens sem fundamento e locais específicos para compras. O diretor do Procon-Bahia orienta o que se deve fazer nesses casos.

Em caso de descumprimento, Iratan esclarece que as escolas estão passíveis, após fescalização, averiguação e comprovação do ato ilícito, de sanções  e multas que variam de R$ 400 a R$ 6 milhões.

Com informações do BNews

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Economia: Clima faz produção de grãos cair 6,3% no país

A colheita total de grãos na safra 2023/24 deve chegar a 299,8 milhões de toneladas, …

[wp_bannerize group="Banner Rodapé" random="1" limit="1"]