quarta-feira ,30 novembro 2022
Página Inicial / Economia / Palmeiras: Confira os detalhes da pavimentação da estrada do Vale do Capão, entre eles ciclovia e passagem para animais

Palmeiras: Confira os detalhes da pavimentação da estrada do Vale do Capão, entre eles ciclovia e passagem para animais

É notório que com o passar do tempo o Vale do Capão muito tem crescido, tanto em questão de habitações comerciais ou residências, quanto em número de habitantes, e uma grande questão sempre pairou sobre a cabeça de alguns moradores e visitantes. Por que a estrada de Caeté Açu não é asfaltada?

Especulações surgiam de o local ser místico, de que não se podia asfaltar por ser área de proteção ambiental.

Mas com a assinatura do Governo do Estado autorizando a obra, desde o final do mês de setembro muito se tem discutido sobre os 19 km que ligam a cidade de Palmeiras, na Chapada Diamantina, ao distrito de Caeté-Açú (Vale do Capão).

Ainda no final de setembro, o gestor municipal Ricardo Guimarães, esteve em reunião no Gabinete para discutir e analisar os detalhes da pavimentação da estrada Palmeiras-Caeté-Açú.

Na ocasião estiveram presentes os representantes da Comissão da Estrada Palmeiras-Capão, entre eles: empresários locais, o Vereador Wonder Macedo, o ex-Gestor Marcos Teles e a Secretária de Governo, Lizandra Souza. O engenheiro responsável pela obra também participou da reunião através de chamada telefônica.

Esse encontro foi importantíssimo para esclarecer algumas dúvidas que ainda existiam. Assim, foi salientado os principais pontos dessa obra, que são eles:

A obra da estrada que liga Palmeiras ao Vale do Capão ficou orçada no valor de R$ 32.009.490,04, a maior parte da sua extensão será com pavimentação asfáltica, respeitando-se o calçamento de paralelo que já existe e acrescentando outros trechos também em paralelo, inclusive na ladeira que dá acesso à Conceição dos Gatos.

E um grande diferencial dessa estrada, é que haverá uma ciclovia de 16km partindo dos Campos em direção à Palmeiras, algo muito importante já que a estrada é muito utilizada pela população para a prática de esportes e lazer.

Ainda vale ressaltar que alguns pontos da atual estrada são estreitos e será feito o alargamento, ladeira dos Campos, que foi citada pelos moradores em protesto no 7 de setembro, será refeita em alguns trechos e irão construir as drenagens laterais, essas de extrema importância para a durabilidade do calçamento.

Outros fatores também foram discutidos, como a velocidade máxima prevista de 80km/h, e ainda a possibilidade de serem instaladas passagens para animais, de travessias aéreas ou terrestres conforme as necessidades constatadas em campo.

A gestão ainda ressalta que “Estamos sempre dialogando com a comunidade para realizar esse sonho de maneira que todos sintam-se abraçados”.

Chapada News.

 

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Seabra: PRF prende foragido da justiça

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, na tarde desta terça-feira (29), um foragido da justiça. …