segunda-feira ,26 fevereiro 2024
[adsanity_group align='alignnone' num_ads=1 num_columns=1 group_ids=309]
Página Inicial / Chuvas / PALMEIRAS: Pavimentação paralisada da estrada do Vale do Capão causa transtornos a trabalhadores, nativos e turistas. Estrada está quase intransitável

PALMEIRAS: Pavimentação paralisada da estrada do Vale do Capão causa transtornos a trabalhadores, nativos e turistas. Estrada está quase intransitável

Foto: Reprodução

O Vale do Capão, na Chapada Diamantina, é um dos pontos turísticos muito conhecido e de extrema beleza na região, porém, para chegar a esse local, turistas, moradores e nativos têm enfrentado grandes dificuldade diante da precariedade da estrada que liga Caeté-Açu, onde fica o Vale, à sede do município de Palmeiras.

O asfalto que pavimentaria essa BA-849 (Vale do Capão à sede do Palmeiras), com um trecho de quase 20 km, é um antigo pleito de parte dos moradores e dos nativos de Caeté-Açu, diante de uma estrada de chão em péssimas condições, com buracos, desnivelamento e falta de manutenção.

A prefeitura de Palmeiras anunciou a pavimentação, deu início às obras, que é uma iniciativa do Governo do Estado, porém, conforme alega o Vereador Tiago Rola, o Ministério Público paralisou as obras depois de receber denúncias de que a obra estava sendo feita de forma irregular, que estaria fazendo desmatamento sem a devida autorização.

“Coisa que não é verdade, a empresa é muito séria, o estado é o dono dessa obra que é para beneficiar o povo que transita nessa estrada todos os dias: os trabalhadores, os pacientes que dependem da saúde. A estrada vai sair sim.
Quem denunciou deveria vir agora consertar. O progresso é necessário, as pessoas dependem disse, não aqueles que constroem suas casas de temporada no Vale do Capão e vem passear de Pick-ups. Respeitem o povo, respeitem os nativos, que são maioria, e querem a estrada e ela virá, ela vai acontecer”, declara o Vereador Tiago Rola em vídeo nas redes sociais.

O Vereador ainda afirma que o representante do MP fez uma consulta no sistema da GeoBahia e não chegou a fazer um levantamento “in loco”. A paralisação das obras está causando um grande transtorno, principalmente para os moradores, os trabalhadores, as pessoas que necessitam transitar diariamente pelo trecho, além de prejudicar o turismo.

A situação da estrada em tempos de chuvas e garoa fica um lamaçal imenso, os carros precisam ser puxados por outros de maior tração, pois deslizam na lama e não conseguem sair do local. Já em períodos de estiagem, a poeira toma conta da via, deixando a visibilidade comprometida. É desesperador o estado atual da via. É necessário que a pavimentação seja reiniciada e concluída o mais breve possível, em respeito aos nativos, à população fixa de Vale do Capão e aos turistas que querem conhecer as belezas do Vale.

Chapada News

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Chapada: Caso Ivanildo Macário avança, mas segue sem solução. Família de desaparecido acredita em assassinato

“Tinha sangue no cabo de um machado”, diz advogado. O que era para ser um …

[wp_bannerize group="Banner Rodapé" random="1" limit="1"]