segunda-feira ,28 novembro 2022
Página Inicial / Economia / Palmeiras: TJ torna prefeito réu em processo que apura uso de prédio público como boate

Palmeiras: TJ torna prefeito réu em processo que apura uso de prédio público como boate

O prefeito de Palmeiras, na Chapada Diamantina, Ricardo Guimarães (PSD), se tornou réu em uma ação do Ministério Público do Estado (MP-BA). Em decisão desta segunda-feira (7), a Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) comunicou o recebimento da denúncia.

Guimarães é acusado de crime de responsabilidade ao dispor um prédio público, casarão histórico, para funcionamento de uma boate. O local – reformado em 2011 por R$ 95,8 mil – teria sido usado entre setembro de 2017 e março de 2020 para “fins privados” sem nenhuma contrapartida para a prefeitura.

Conforme o MP-BA, não havia nenhuma contribuição por parte do empresário, seja na forma de tributos ou outras contribuições. O gestor vai responder ao processo durante a gestão. O TJ-BA descartou pedido de afastamento ou prisão do prefeito.

CN com informações do Bahia Notícias.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

BAHIA: Estado é condenado a indenizar mulher de detento morto em capotamento de viatura

Uma mulher será indenizada em R$ 100 mil pelo Estado da Bahia pela morte do …