domingo ,5 fevereiro 2023
Página Inicial / Noticias / PIATÃ: Pai entrega os filhos à Polícia, suspeitos de terem matado homem por espancamento e jogá-lo em vala, diz canal local.

PIATÃ: Pai entrega os filhos à Polícia, suspeitos de terem matado homem por espancamento e jogá-lo em vala, diz canal local.

FOTO: Reprodução

Na última quinta-feira (15), a Chapada Diamantina se surpreendeu com a brutalidade de um crime cometido em Piatã, cidade reconhecida pela sua temperatura fria, seus cafés premiados, suas belezas naturais. Luciano Pina, de 28 anos, morava com os pais Sr. Valmir Pina e D. Dolaci Pina e os irmãos, numa casa simples localizada na Rua José Francisco Mesquita, no bairro Tangará. Na manhã do dia 15, foi encontrado em uma vala, brutalmente espancado, ainda com vida e consciente. As informações são do Repórter Plauto Azevedo, da TV Piatã.

Luciano foi socorrido pela GERP (Grupo de Emergência e Resgate de Piatã) e levado ao Hospital Municipal de Piatã, mas lá não resistiu aos ferimentos e faleceu após sofrer uma parada cardiorrespiratória. A agressividade do espancamento foi brutal e a cabeça foi uma das partes do corpo severamente atingida, tato que, um dos olhos parecia estar perfurado de tanta pancada.

O choque na cidade foi imediato. Assustou moradores e chapadeiros da região, afinal a Chapada Diamantina é tida como local pacato e seguro. O pai da vítima, Sr. Valmir Pina, juntamente com um primo de Luciano, foram à Delegacia denunciar o crime. Imediatamente a Polícia Civil iniciou as investigações em busca do suspeito e alertou que o crime parecia ter sido cometido por mais de uma pessoa.

O pai da vítima, Sr, Valmir, abalado com o fato, revelou que Luciano era um homem com mente de criança de cinco anos. Tinha problemas psiquiátricos, fazia tratamento no CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) e tomava seus remédios corretamente, mas era sem malícia, ia com qualquer um, pois não sabia discernir quem lhe queria bem de quem lhe faria mal. Por conta do problema mental se misturava com drogados, mas nunca traficou.

Sr. Valmir Pina, pai | FOTO: Reprodução Youtube

“Luciano era um menino bom. Trabalhador, me ajuda muito. ‘Tava’ trabalhando aqui, ia para a roça, me ajudava. Ficava lá em casa e não tinha boca para discutir com ninguém. Parece que ele saiu de casa [na quarta-feira] foi num bar e uns caras lá chamaram ele para ir embora e depois disso não vimos mais Luciano”, declara pai.

Nos últimos dias começaram a circular pelas redes sociais fotos dos possíveis suspeitos. Segundo a TV Piatã, diante da veinculação das imagens, o pai dos dois suspeitos, corajosamente, foi em busca dos filhos e os interrogou. Ainda, segundo áudios do próprio pai que circula nos grupos de intenet, os dois rapazes confessaram o crime ao pai e ainda delataram um terceiro participante.

Conforme o repórter Paulo Azevedo, da TV Piatã, nos áudios, o pai dos suspeitos afirma “ser homem de bem e que ninguém tem o direito de tirar a vida de ninguém. Não é por ser seus filhos que ele simplesmente iria acobertar o crime”.

Entaõ, o pai dos suspeitos acionou a Polícia Civil que compareceu no local e prendeu os dois rapazes, “réus confessos” e também prenderam o terceiro envolvido. Ainda, conforme reportagem de Plauto Azevedo, os três suspeitos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia de Seabra, na noite deste domingo (18).

Chapada News

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

CHAPADA: Estudantes da Licenciatura em Computação do IFBA Jacobina desenvolvem games para cenários educacionais

“Compreender como os games enquanto dispositivos formativos podem contribuir na aprendizagem e no ambiente pedagógico …