terça-feira ,5 março 2024
[adsanity_group align='alignnone' num_ads=1 num_columns=1 group_ids=309]
Página Inicial / Bahia / PM suspeito de matar jovem em posto de gasolina em Ilhéus é afastado.

PM suspeito de matar jovem em posto de gasolina em Ilhéus é afastado.

O policial João Wagner Madureira, da 69ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), foi afastado dos serviços da PM após se apresentar na 1ª Delegacia Territorial. Ele é apontado como responsável pela morte  da jovem Fernanda dos Santos Pereira, de 23 anos, assassinada em um posto de gasolina na madrugada de quinta-feira (11), em Ilhéus.

Segundo a PM, o agente prestou declarações à corregedoria setorial da companhia nesta segunda-feira (15), seguiu para a 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), foi ouvido e passou por exame pericial.

O policial ficará afastado até que as investigações da Polícia Civil sejam concluídas. “Após instauração e posterior conclusão do inquérito policial, pela Polícia Civil, cópias serão encaminhadas à PM, a fim de dar prosseguimento nos procedimentos administrativos. O policial ficará afastado das funções enquanto a investigação do fato está em andamento”, afirma a PM em nota.

O advogado da família de Fernanda, Walisson Reis, questiona os procedimentos da polícia e afirma que a defesa está entrando com pedido ao Ministério Público solicitando que seja pedida a prisão preventiva do policial. “Por que o delegado não pediu a prisão preventiva, sendo que está no vídeo a autoria e a materialidade comprovadas de que ele é o autor desse homicídio?”, questiona. “Já estou em contato com o MP, esperando que seja [atendido] o quanto antes”, diz.

A reportagem não conseguiu contato com a defesa do suspeito até o fechamento da matéria. O espaço permanece aberto para posicionamentos a qualquer momento.

Relembre o caso

Na madrugada da última quinta-feira (11), a jovem identificada como Fernanda foi morta com um tiro na cabeça durante uma briga com um homem em um posto de combustível, na Praça Cairú, no centro de Ilhéus.

“Que a justiça de Deus venha cessar essa violência. Que nós mulheres venhamos a nos unir para guardar umas às outras, porque tem várias sofrendo esses ataques. Ele destruiu a vida dela. ela era uma boa menina, tinha o sonho de cuidar de mim e me dar uma casa” disse a mãe de Fernanda em entrevista para a TV Bahia.

Com informações do Correio

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Suspeitos morrem em operação policial em bairro periférico de Salvador; mais de mil estudantes tiveram aulas suspensas

Dois homens morreram após confrontos em uma operação conjunta das polícias Federal, Militar e Civil …

[wp_bannerize group="Banner Rodapé" random="1" limit="1"]