Página Inicial / Polícia / Região de Irecê: Após denúncia de tráfico de drogas, homem confronta a polícia e acaba sendo morto

Região de Irecê: Após denúncia de tráfico de drogas, homem confronta a polícia e acaba sendo morto

Por volta das 16h00 do dia 17.06.2022, as guarnições da Força Tática e Barro Alto realizavam intensificação do Policiamento no município de Barro Alto quando receberam denúncia que em uma determinada residência às margens da BA 046, Bairro São Francisco, estaria ocorrendo o crime de tráfico de drogas, bem como indivíduos armados teriam sido vistos na localidade, que as guarnições deslocaram e ao chegarem nas proximidades da residência, um indivíduo, ao perceber a aproximação da equipe, evadiu para o interior do imóvel, que a guarnição fez cerco ao local e ao iniciar a abordagem à edificação, o indivíduo efetuou disparos de arma de fogo contra os policiais, que reagiram à injusta agressão.

Cessados os disparos, foi feita a varredura no local e avistado ao solo, ainda com vida, com uma arma de fogo ao lado e quantidade de entorpecente semelhante à maconha, o indivíduo, posteriormente identificado como José Eudes Alves Sivla, Rg n° 0526888520, onde foi prestado o devido socorro ao Hospital Municipal de Barro Alto, porém não resistiu e foi a óbito atestado pelo médico plantonista.

Publicidade

No local foram encontrados os seguintes materiais:

– 01 Revólver Cal 32 n° 152467, marca Regis;

– 02 munições calibre 32 deflagradas e 01 munição intacta;

– 01 balança de precisão;

– 09 trouxinhas de substância análoga a maconha

– 01 trouxinha de substância análoga a cocaína.

Todo o material foi apresentado na Delegacia de Barro Alto onde estão sendo adotadas as cabíveis. N° de ocorrência pendente, sistema fora do ar.

Foi verificado que o resistente possuía passagens por tentativa de Homicídio e Porte Ilegal de arma de fogo.

FONTE: Comandante da 3ª CIA PP

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

TJ-BA extingue ação que pedia que PMs não fossem obrigados a se vacinar contra Covid-19

A desembargadora Regina Helena Ramos Reis, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), extinguiu a …