terça-feira ,1 dezembro 2020
Página Inicial / Educação / Rio de Contas: Estudantes da Rede Pública estimula o habito da leitura durante isolamento social por meio de aplicativo

Rio de Contas: Estudantes da Rede Pública estimula o habito da leitura durante isolamento social por meio de aplicativo

Em função da situação de emergência de Saúde Pública provocada pelo Coronavírus, as aulas foram suspensas em toda o Estado da Bahia por 30 (trinta) dias, conforme decretos nº 19.529/2020, de 16 de março de 2020. No entanto, na cidade de Rio de Contas na região da Chapada Diamantina os alunos do Colégio Estadual Carlos Souto resolveram inovar durante a quarentena, por meio do aplicativo de videoconferência “Zoom”, compartilhando seus momentos de leitura entre colegas.

Essa iniciativa tem como objetivo de disseminar a prática da leitura e ajudar a “suportar” o isolamento social devido a COVD-19. A ação é oriunda do clube do livro, intitulado “De coração”, o clube é composto por alunos e alunas do Colégio Estadual Carlos Souto. O gerenciamento de horários das reuniões on-line são marcadas por meio das redes sociais (Whtsapp) do clube.  Segundo, os membros do clube “Os estudantes interessados em participar recebem o link de acesso e interagem por meio das câmeras e Durante os encontros, eles compartilham fotos dos livros que estão lendo, debatem sobre as obras e dão dicas de leitura dentre outras atividades lúdicas pedagógicas que acontecem no grupo”.

A direção da escola

A direção da escola também tem visto com bons olhos a iniciativa. Conforme, a coordenadora pedagógica da escola e mediadora do clube, Cláudia Brasília; mesmo com o isolamento social, o clube está em plena atividade intelectual; “Eles demonstram engajamento quanto às propostas do clube, que é a democratização do acesso à leitura e a formação de leitores criativos, críticos e proativos, ampliando, assim, a aquisição de novos conhecimentos, o repertório cultural e digital, a responsabilidade, a empatia e a cooperação”. Luciana Teixeira, diretora da unidade escolar também colocou que. “Estamos conseguindo fazer com que os alunos leiam mais e faça despertar a vontade de lê naqueles que não gostam”. O projeto é uma boa iniciativa concluiu a diretora do estabelecimento.

Por fim, é importante sempre lembrar que o hábito de leitura depende de outros elos no processo de educação, como por exemplo, o incentivo dado pela família e um ambiente propício oferecido pela escola, por mais que seja em um grupo virtual nas redes sociais.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Irecê receberá recursos federais para recuperar canal de drenagem após fortes chuvas

O município de Irecê deverá receber R$ 841,2 mil de recursos federais, que serão destinados …