Página Inicial / Noticias / Rui Costa: “Até quando o país vai ser refém da Anvisa?”

Rui Costa: “Até quando o país vai ser refém da Anvisa?”

O governador Rui Costa (PT) subiu o tom ao e teceu novas críticas contra a Anvisa, que tem atrasado a liberação de vacinas contra a Covid-19. O Brasil até o momento só dispõe dos imunizantes Coronavac e da vacina Oxford/AstraZeneca.

“Até quando o país vai ser refém dessa instituição chamada Anvisa, que ainda não autorizou as vacinas da Pfizer, da Moderna, a Sputnik e a indiana [Covaxin]?”, indagou o governador, em entrevista à CNN Brasil, neste domingo (21).

“O urgente e o necessário seria que o Brasil ampliasse o leque de vacinas. Os Estados podem e querem adquirir essa vacina e basta a Anvisa ter um mínimo de sensibilidade”, reforçou.

Mais cedo, o governador Rui Costa anunciou pelo Twitter a ampliação do toque de recolher em todo o Estado. “Infelizmente, alcançamos a marca de 80% de ocupação dos leitos de UTI na #Bahia e a consequência será a ampliação do horário do toque de recolher. A partir desta segunda, dia 22, a restrição será das 20h às 5h. A região Oeste será a única exceção na atualização do decreto”, escreveu.

Ainda na mensagem, o gestor anunciou novos horários para alguns serviços. A restrição ao delivery, que causou polêmica e foi limitada inicialmente para às 22h, agora começa às 23h. Bares e restaurantes poderão funcionar apenas até às 18h.

“O atendimento presencial em bares e restaurantes será até 18h. O funcionamento do transporte metropolitano até 20h30. Delivery de alimentos até 23h. Medidas visam conter avanço do coronavírus. Estamos vivendo um momento extremamente grave e conto com a compreensão de todos”, completou.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Ibicoara: Dois homens morrem após confronto com a polícia

Dois homens morreram após entrar em confronto com a polícia na cidade de Ibicoara, na …