sexta-feira ,19 agosto 2022
Página Inicial / Opinião / Rui Costa surpreende na troca do comando da Sesab

Rui Costa surpreende na troca do comando da Sesab

O anúncio da secretária da Ciência, Tecnologia e Inovação, a médica Adélia Pinheiro, como nova titular da Saúde da Bahia pegou boa parte das classes jornalística e política de surpresa. Na calada da noite da sexta-feira, 4 de fevereiro, o governador Rui Costa (PT) comunicou a medida e de pronto a carimbou no Diário Oficial do dia seguinte.

A surpresa se deu, principalmente, por diversas suposições apontarem a permanência de Tereza Paim à frente da Saúde. Seria nada mais justo. Elogiada por sua postura técnica, Tereza ganhou as graças da classe política pela simpatia e destreza nos tratamentos das demandas. Inicialmente verde, sem sombra de dúvida, amadureceu na função. Carregou o piano sozinha desde a exoneração de Fábio Vilas-Boas: secretária, subsecretária e chefe de Gabinete. Foi três em uma só persona. Mas nem sempre a política é justa. Ela também é movida por outras engrenagens.

A forma fria como Rui trata as relações políticas – e de governistas a oposicionistas, todos sabem disso – me faz supor que Tereza quase deve ter tido ciência da sua saída da pior forma: via decreto. Suponho ter sido um banho de água fria para quem, até pouco tempo, conversava com alguns deputados, prefeitos e autoridades dando vazão aos compromissos na costura de resolvê-los.

A indicação foi de Rui e a ele é creditada exclusivamente. Não passou por uma indicação de sigla ou alguém da base focada na pasta. Adélia, que já tinha assumido a Secti por uma decisão pessoal do governador, segue em novo destino tendo essa mesma digital. Tereza continua como subsecretária e agora se torna uma figura essencial para auxiliar a nova detentora do cargo nas missões futuras.

Há quem diga que Rui nunca alimentou a esperança de Tereza para ficar no posto, mas aproveitou o ensejo para reacomodar a ex-reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) quando tocará um novo destino para a cadeira da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Publicidade

A arrumação do Diário Oficial do fim semana deixa claro que o espaço da Secti será o de arranjo político. Foi um dos lugares ofertados ao MDB, partido que ensaia regresso ao grupo o qual fez parte no idos de 2006 com Jaques Wagner (PT). Os Vieira Lima, sabedores da interinidade da Sesab, não tiveram cerimônia, em algumas conversas, e chegaram, indiretamente, a fazer a pedida, mas agora Rui deu um sinal claro para onde eles podem amarrar o jegue. Além da Secti, também está na mesa de oferta aos emedebistas a Junta Comercial da Bahia (Juceb).

Adélia sai de uma pasta discreta como de tal modo foi sua atuação nos últimos anos para uma vitrine e tanta no Estado em um ano eleitoral. Entra no carro com ele andando em alta velocidade, puxado num “cavalo de pau”, em plena pandemia, faltando pouco mais de 10 meses para encerrar o ciclo de Rui no Executivo. O trabalho não vai ser nada fácil.

Bnews

 

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

QUAL VÍRUS VENCERÁ, O DO PALÁCIO DO PLANALTO, OU DA COVID-19 ?

O pronunciamento do presidente Bolsonaro foi um dos assuntos mais comentados nas redes sociais na …