segunda-feira ,16 maio 2022
Página Inicial / Noticias / SEABRA: Ataque de cães de rua faz Comerciante pedir providências ao Poder Público e mostra acidente grave provocado por cachorro

SEABRA: Ataque de cães de rua faz Comerciante pedir providências ao Poder Público e mostra acidente grave provocado por cachorro

Preocupado com os diversos ataques que cachorros soltos nas ruas vêm provocando aos moradores de Seabra, na Chapada Diamantina, comerciante vem a público, indignado, alertando a população e clamando, ao Poder Público, por solução urgente. Essas reclamações vêm se tornando constantes nas redes sociais.

O Empresário, dono de uma Pizzaria, relatou ao “Jornal do Meio-Dia” na Nova Web Rádio, nesta quinta-feira (28), que para comerciantes como ele do gênero alimentício, a situação se torna insuportável e sem saída, pois os cães se acumulam em frente ao comércio, afetando o tratamento com os clientes e causando muitos transtornos.

Ao mostrar uma foto de um raio x onde aparece uma perna quebrada com placas de platina fazendo a sustentação óssea, o Empresário explica que aquele exame é o resultado de um ataque de cachorro, a outro comerciante, conhecido como Tonho Motos, que estava pilotando sua moto pela BR-242, saindo do Hotel Chapada em direção ao Bairro União.

Na altura da ponte do Bairro União, um cachorro de rua correu atrás dele latindo. Em determinado momento o cão se pôs na frente da moto e o motociclista desequilibrou e caiu, fraturando gravemente a perna em dois lugares. O acidente fez com que o motociclista esteja há mais de seis meses parado, sem poder trabalhar.

Publicidade

“Por conta desses ataques, é um perigo até pra um entregador nosso, que vive de moto para cima e para baixo. Pode acontecer um acidente e ele ficar sem trabalhar por conta disso. Vai esperar o que? Alguma pessoa cair e morrer para tomar providência?”, desabafa o comerciante.

Foi solicitado ajuda junto à Associação Comercial, Empresarial e Agrícola de Seabra (Acise), e o presidente Juscileno informou que já buscou a Prefeitura, e que foi solicitado um prazo de vinte dias para que alguns projetos e ações do Poder Público sejam colocados em execução.

Nas redes sociais, circulam informações de que a Prefeitura alega estar ciente do problema e que já está tomando algumas medidas legais, para conduzir esses animais a um canil que está sendo preparado junto a uma instituição não governamental e a uma posterior castração. Pretendem, num prazo de 30 dias estar com a situação resolvida.

Chapada News

 

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

IBITIARA: Prefeito quer ampliar mineração na região de Ibitiara

O Prefeito de Ibitiara, na Chapada Diamantina, Wilson Santos Souza, popularmente conhecido como Wilson de …

No Banner to display

Vídeo Destaque

Previsão