segunda-feira ,18 outubro 2021
Página Inicial / Noticias / SEABRA: Morre homem que, após apelo, foi transferido do Hospital Regional da Chapada para Salvador

SEABRA: Morre homem que, após apelo, foi transferido do Hospital Regional da Chapada para Salvador

Após implorar por ajuda ao viver o drama da fila da Regulação do SUS, a família de José Antônio, conhecido como Tõezinho da Santana, de Seabra, na Chapada Diamantina, CLIQUE AQUI  hoje vive a tristeza e a dor da saudade causada pelo falecimento do mesmo. Tõezinho veio a óbito nesta quarta-feira (13), por volta do meio-dia, no Hospital Roberto Santos, em Salvador. Era casado, não tinha filhos e era amado e chamado de Dindo por seus sobrinhos.

Entenda o caso: Tõezinho foi internado no Hospital Regional da Chapada no dia 26 de setembro de 2021 reclamando de fortes dores no estômago e lateral do tronco. Foi constatado que o esôfago estava rompido, numa região muito vascularizada, necessitando urgentemente de transferência para passar por cirurgião especializado.

Entretanto, a Regulação do SUS estava demorando, o que fez com que a família lançasse, entre os dias 27 e 28 de setembro, uma campanha nas redes sociais e buscasse os meios de comunicação implorando por ajuda das autoridades, dos políticos, da sociedade em geral para que a transferência saísse o quanto antes. Surtiu efeito, dia 29 de setembro a transferência de Tõezinho saiu, portanto, o mesmo estava debilitado e sem condições de viajar. Só conseguindo ser removido no dia 30 de setembro, para o Hospital Roberto Santos, em Salvador

Já em Salvador, o mesmo foi submetido à primeira cirurgia no dia 01 de outubro (sexta-feira) à noite. Entretanto, uma infecção que já estava afetando o pulmão e outros órgãos o fez ser submetido à segunda cirurgia no dia 12 de outubro, (terça-feira), data em que ainda se encontrava consciente. Porém, Tõezinho da Santana não resistiu e veio a óbito nesta quinta-feira (13).

“Nossa família hoje tem nome: Tristeza e Saudade. E não deveria ser assim. Perdi Dindo, perdi ele…Era nosso alicerce, era nosso segundo Pai. A demora, a burocracia que existe e não deveria existir, relacionada a salvar vidas, nos tirou um ser humano único. E volto a repetir, Regulação do Estado e seus representantes, agilidade! Mudem o cenário! É uma novela em que todos nós somos personagens e praticamente todo sempre o final não é feliz”, desabafou Branca, sobrinha de Tõezinho.

“Ao mesmo tempo, agradeço a todos que oraram, que compartilharam, que me ajudaram nessa luta sem sucesso, mas agradeço a todos. Deus abençoe grandemente”, externa Branca.

Chapada News

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

NOVO HORIZONTE: Preso suspeito de tentativa de homicídio que se escondia na zona rural da cidade

Durante a deflagração da segunda fase da “Operação Unum Corpus”, na cidade Novo Horizonte, na …