quarta-feira ,8 dezembro 2021
Página Inicial / Política / Wagner vai apresentar emenda que autoriza Mourão a pedir afastamento de Bolsonaro

Wagner vai apresentar emenda que autoriza Mourão a pedir afastamento de Bolsonaro

O senador baiano Jaques Wagner (PT) está colhendo assinaturas de outros parlamentares com o objetivo de apresentar uma proposta de emenda à Constituição que autoriza o vice-presidente Hamilton Mourão, – com apoio da maioria dos ministros – a pedir o afastamento do presidente Jair Bolsonaro das suas funções, “por ausência de condições físicas ou mentais”.

Ao   Varela Notícias, Wagner explicou que o plano foi inspirado na emenda 25 da Constituição americana. “

A emenda que propus é semelhante a da Constituição Americana, ambiente com grande maturidade democrática, mas que foi suscitada lá só no caso do Trump, que também dava frequentes amostras de incapacidade na condução da pandemia, mas que não foi usada pois ele perdeu a eleição”, explicou.

O petista protocolou ainda um projeto de lei que atualiza a Lei do Impeachment e inclui “o tipo de grave risco à saúde pública ou à integridade física e moral da pessoa humana, na ocorrência de epidemias e pandemias, por ação ou omissão deliberada”.

“Eu quero esclarecer que sou um presidencialista convicto. Eu acho que a tradição brasileira é presidencialista e é o que eu defendo. Portanto, na minha opinião você precisa dar estabilidade. E essa ideia veio a minha cabeça exatamente pelo o que a gente está vivendo. Confesso que nunca tinha pensado nisso. É uma forma do país se ver livre desse total desequilíbrio”, frisou.

É a segunda manifestação do Senador contra o presidente presidente pouco tempo. No início do mês o petista enviou  ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma notícia-crime contra Bolsonaro.

Nela, Wagner pede que a Corte investigue o mandatário por crime de prevaricação.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

ACM pretende criar núcleos de atendimento em cidades baianas caso ganhe eleição

Candidato virtual ao governo do estado na próxima eleição, ACM Neto (DEM-União Brasil) anunciou que …